12 novembro, 2011

O Sol e os booyys.net a espalharem o arco-íris.

Ora bem.

Hoje temos uma notícia fresquinha do Sol: "Homem torna-se gay depois de ter um AVC". A história de Chris Birch, um antigo jogador profissional de rugby que depois de um AVC percebeu que afinal já não era hetero.

Mas não se tornou "só" gay. Chris ficou um gay com todas as cores do arco-íris.
Vejamos: "Comecei a ter mais orgulho na minha aparência, descolorei o cabelo. Passei de skinhead a aprumadinho.", "decidiu tirar um curso de cabeleireiro e agora vive com o parceiro, Jack Powell, de 19 anos, num apartamento no prédio do salão de beleza onde trabalha."

Se antes só "pensava na estabilidade ao lado da namorada e passava os fins de semana a beber com os amigos e a fazer desporto.", que é como os nossos media amigos e sempre tão preocupados dizem 'um hetero à séria' (porque embora os gays sejam obcecados com ginásio, os gays odeiam desporto em equipa -possível excepção ao voley?-); depois, Chris virou bicha. Exactamente como se diz. Virou. Apanhou o vírus gay. Aliás, a doença gay através da "doença" AVC. Faz tudo sentido.

E pronto. É sempre isto que se passa. É sempre isto que se diz e, pior ainda, é sempre isto que as redes sociais gays partilham. Porque há que espalhar a palavra de que os gays são todos cabeleireiros. Bora lá reforçar os estereotipos e não usar a massa cerebral para filtrar a informação. Ignorância em serviço da irmandade!

Boo (mais uma vez) ao Sol e ao BOOYYS.NET. Vergonha.


2 comentários:

  1. provavelmente era apenas uma bicha recalcada que quando quase morreu decidiu mudar de vida. algo que, passado por vários filtros, dá esta notícia.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir